Justiça Federal antecipa audiência que vai ouvir três acusados do desaparecimento de Edgar Aquino Duarte

As sessões foram remarcadas para os dias 24 e 27 de abril, de acordo atualização no site da 9ª Vara da Justiça Federal

Edgar Aquino Duarte - desaparecido político

Edgar Aquino Duarte está desaparecido desde 1973.

A 9ª Vara da Justiça Federal antecipou para o dia 24 de abril a videoconferência com o ex-comandante do DOI-Codi de São Paulo e coronel reformado, Carlos Alberto Brilhante Ustra, que será realizada às 16:30 em sua sede. Ustra é réu ao lado dos ex-agentes do Departamento de Ordem Política Social (Dops) de São Paulo: Carlos Alberto Augusto (Carlinhos Metralha) e Alcides Singillo, os quais serão ouvidos no dia 27 de abril a partir das 14h. A audiência iria acontecer no dia 5 de maio conforme este blog divulgou. Os réus são acusados do “desaparecimento forçado” do marinheiro pernambucano Edgar Aquino Duarte.

Edgar Aquino Duarte era marinheiro e acabou expulso das Forças Armadas no calor do Golpe de 1964, quando participou da revolta dos marinheiros. Após o exílio em Cuba e no México, passou a trabalhar na clandestinidade, usando o nome de Ivan Marques Lemos e exercendo a função de corretor da Bolsa de Valores em São Paulo. Nesse período, reencontrou o famigerado agente infiltrado conhecido por Cabo Anselmo e o levou para sua casa. Edgar acabou sendo sequestrado em 1971 e está desaparecido desde junho de 1973.

Neste Blog você pode conferir o andamento da Ação Penal movida pelo Ministério Público Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *