“Até hoje não sei qual o número de pessoas eliminadas pelo Esquadrão da Morte”

Hélio Bicudo  e Adriano DiogoTentaram desacreditar a investigação, disseram que ele não iria encontrar nada ou que iria desmoralizar o país internacionalmente prosseguindo o trabalho que virou a mesa no seio da segurança pública paulista. Foi esse clima que o jurista Hélio Bicudo, hoje com 93 anos de idade, encontrou quando resolveu investigar a tortura e morte de civis e presos políticos vítimas do temido Esquadrão da Morte, liderado à época pelo delegado do Dops Sérgio Paranhos Fleury nos anos 1970.

Audiência Pública trouxe à tona as origens e consequências da repressão policial no período da ditadura e sua influência com a atualidade Por Thaís Barreto Tentaram desacreditar a investigação, disseram que ele não iria encontrar nada ou que iria desmoralizar o país internacionalmente prosseguindo o trabalho que virou a mesa no seio da segurança pública …

Continue reading ‘“Até hoje não sei qual o número de pessoas eliminadas pelo Esquadrão da Morte”’ »

O que você chama de “fim” da Ditadura?

CarlosAlexandre

O que você chama de “fim” da Ditadura? De 1985 para cá, como um passe de mágica, a democracia nasceu? O que você entende sobre o tempo do luto? O que você acha de termos tantos desaparecidos políticos? O que pensa sobre o número de presos e torturados? Fomos todos surpreendidos neste domingo, 17 de …

Continue reading ‘O que você chama de “fim” da Ditadura?’ »

Marighella: anistiado aos 100 anos

marighella

O Estado Brasileiro tem uma dívida de reconhecimento à toda população que resistiu à ditadura. O processo de “Justiça de Transição” se arrasta. Já completaram 48 anos do Golpe e 27 anos de regime democrático. Um dos primeiros procedimentos abraçados pelo governo brasileiro foi de reparação, que pode desencadear em um reconhecimento oficial de centenas …

Continue reading ‘Marighella: anistiado aos 100 anos’ »

Um capítulo da Ditadura: 41 anos depois

angeli

No dia 17 de setembro de 1971 foram assassinados o Capitão Lamarca e Zequinha Barreto, durante a conhecida “Operação Pajussara”, liderada pelo major Nilton Cerqueira e com a participação de Sérgio Paranhos Fleury, temido integrante do Esquadrão da Morte. Nessa operação também morreram Iara Iavelberg, Luiz Antônio Santa Bárbara e Otoniel Barreto, irmão de Zequinha. …

Continue reading ‘Um capítulo da Ditadura: 41 anos depois’ »

Brasil, nossa vivência política: uma crítica e um convite

Apagando_a_memoria_by_Latuff2_thumb[2] (1)

Como tem sido enriquecedor participar das atividades do Núcleo Preservação da Memória Política junto com o Memorial da Resistência que proporcionam cada vez mais vivências incríveis e boas aulas de história e compartilhamento de experiências políticas necessárias para nossa maturidade e aprendizado. Ontem, eu tive o prazer de estar novamente em uma palestra com Estela …

Continue reading ‘Brasil, nossa vivência política: uma crítica e um convite’ »

OAB-SP instalou sua Comissão da Verdade

OAB-SP Comissão da Verdade

Foi realizada nesta quinta-feira (26/7) a cerimônia de posse dos membros da Comissão da Verdade da Ordem dos Advogados de São Paulo (OAB-SP). A iniciativa se deve a uma importante postura dos diversos advogados que enfrentaram retaliações para defender os presos-políticos durante o regime ditatorial (1964-1985). Marco da Costa, presidente da OAB-SP, disse durante a …

Continue reading ‘OAB-SP instalou sua Comissão da Verdade’ »

O resgate da memória servirá para assegurar a democracia

Imagem0186

Há muitas coisas a serem feitas para romper a morosidade nos trabalhos de apuração dos crimes ocorridos durante a Ditadura Militar (1964-1985). A OEA condenou o Brasil pelo desaparecimento de 62 pessoas na região do Araguaia. “O Brasil é considerado um país sem memória”, afirmou o sociólogo Emir Sader durante um evento que aconteceu na …

Continue reading ‘O resgate da memória servirá para assegurar a democracia’ »